Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Above 25

A vida adulta, depois dos 25.

Above 25

05
Fev20

Finalmente uma boa notícia.

Hoje descobri que, apesar de não existir mais a época especial para a dissertação, tenho a possibilidade de me matricular no próximo ano para a poder entregar mais tarde, tendo que pagar essa propina a mais, obviamente. Mas pago metade por ser metade dos créditos e quanto mais cedo entregar, menos pago. Então está óptimo!

 

Fizeram-me crer desde o início do ano lectivo que não havia forma nenhuma de alargar o prazo de entrega, e curiosamente foi numa consulta com um paciente que descobri que tenho esta possibilidade. Claro que corri logo a ir informar-me e parece que confere! Honestamente, saiu-me um grande peso de cima. Estou tão aliviada.

 

Óbvio que vou fazer de tudo para conseguir entregar em Junho, mas saber que, caso não consiga, posso adiar a entrega por mais uns meses permite-me respirar um bocadinho de novo e aliviar o aperto que sentia no peito. Tão bom!

 

É certo que ainda tenho que falar com a minha orientadora e confirmar se, ao fazer isso, posso efectivamente continuar com o mesmo tema, mas tudo indica que sim - afinal, há imensa gente a entregar as dissertações mais tarde e ninguém teve que mudar tema nenhum.

 

Claro que é dinheiro a mais gasto, e que isso me coloca uma pressão maior de realmente ter que arranjar um trabalho a partir de Junho para ver se pago tudo o que for preciso (porque não quero fazer o meu pai gastar mais nada, e porque não estou para ficar mais meses sem arranjar trabalho em prol da universidade), mas vale a pena para não ter que fazer as coisas a correr, sem pés nem cabeça, só porque "tem que ser". E a verdade é que, entregando até Setembro ou até Janeiro do próximo ano, o dinheiro ainda assim não é assim tanto. Ufa!

6 comentários

Comentar post