Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Above 25

A vida adulta, depois dos 25.

Above 25

A vida adulta, depois dos 25.

02
Jul20

Objectivos para 2020: 6 meses depois

V.

Desde o início do ano que sabia que queria fazer uma espécie de revisão dos objectivos que defini para mim mesma no início do ano, como forma de me relembrar a mim mesma daquilo que quis para mim quando 2020 começou. Inicialmente, pensei em fazer essa revisão mensalmente, mas pareceu-me demasiado. Acabei por me decidir por fazer uma revisão trimestral, no entanto, rapidamente a covid chegou em Março e não me fez sentido rever coisas em que algumas ficaram um pouco para trás devido a isso mesmo. Por isso, aqui estou eu para fazer a revisão do primeiro semestre do ano. Assim, obviamente o segundo calhará no final do ano e já poderá ser a revisão anual. Muitos dos meus objectivos tinham um prazo, uma altura fixa, que curiosamente seria esta, mas os planos saíram um pouco furados.

 

1. Aprender a lidar com a perda que sofri, com ajuda profissional. Já procurei ajuda profissional, que entretanto foi interrompida por um bom tempo graças ao coronavírus e, por isso, este objectivo ainda não está nem perto de ser concretizado. Já voltei a ter acompanhamento, mas é algo que demora o seu tempo, claro.

2. Terminar o Mestrado com a melhor nota possível. A este objectivo eu já tirava a parte da melhor nota possível porque o meu ponto de saturação chegou a um nível em que já não quero saber. Estou perto de realizar metade deste objectivo (a minha defesa do estágio é para a semana!), mas fica a faltar a dissertação ainda, que só vai ser entregue em Setembro.

3. Fazer uma pausa da minha área e começar a trabalhar (fora dela). Como as coisas mudam, vejam! A minha ideia era fazer uma pausa da minha área assim que terminasse o curso, neste momento a pausa virou despedida absoluta. Ao longo destes meses tomei a decisão definitiva de não seguir Psicologia porque não é, de facto, uma área que me encante profissionalmente. Adoro-a como área de conhecimento e adoro tudo o que aprendi, mas dispenso fazê-la como carreira. O trabalho também não chegou ainda (a maldita dissertação não deixa).

4. Ter mais paciência com as pessoas. Esta surgiu num aspecto demasiado específico para sequer gostar que a V. do passado tenha definido isto como objectivo. Mas, extrapolando-o para outros pontos, eu creio que ando a conseguir isto muito bem ultimamente, sobretudo no que toca à minha tolerância para com a diferença de opiniões ou incompreensões. Sinto que estou muito mais assertiva e paciente em conversas que precisam de ser tidas (exemplo, racismo).

5. Não deixar que ninguém se aproveite de mim, seja de que forma for. A V. de 2019 levou com muitos trambolhões em cima ao longo do ano e ficou com as marcas. Não sei se tenho tido sequer oportunidades de explorar este assunto, mas quero acreditar que o respeito que tenho por mim própria mo deixará fazer.

6. Ler mais. Ding ding ding! Temos aqui um grande vencedor, finalmente, depois de tantos objectivos quase falhados. Sim, ando a ler mais! Estou a conseguir ler um livro por mês (em Maio, até li dois!) e isto é muito inédito para mim! Não conseguiria fazê-lo sem estar a seguir o Uma Dúzia de Livros da Rita da Nova. E o coronavírus veio trazer-me algo do qual vai ser difícil abdicar quando tiver uma vida mais activa: o meu momento de leitura todas as manhãs, no sofá da cozinha, com a brisa da varanda a tocar-me a pele. É o meu momento relaxante do dia e acho que não o quero perder por nada.

7. Começar a vender coisas feitas por mim. Ora, aqui está mais um objectivo com altura definida. Seria quando terminasse o curso e, como já puderam perceber, esse momento ainda não está perto de chegar, por isso aqui temos mais um objectivo que ainda não se concretizou.

 

No geral, podemos perceber que eu não concretizei ainda quase nada do que queria, no entanto também é por muitos deles terem uma data de validade e essa ainda não ter chegado. Mas posso dizer que estou muito contente, por vários motivos: 1) porque foi possível perceber a minha mudança de perspectiva em relação a Psicologia (que se lixe a pausa, não quero mais nada com esta área!), 2) porque ando a conseguir ler mais livros e já se tornou um hábito que me traz alguma calma e tranquilidade, e 3) porque a V. que se passava com as pessoas que não compreendiam coisas como feminismo e afins deixou de existir, e deu lugar a uma pessoa mais calma e paciente que tenta, de forma aberta e clara, como deve ser, educar essas mesmas pessoas. Sinto que consegui isto muito graças ao vídeo da Bárbara Cardoso, do qual falei aqui, já que, como disse nesse post, aquilo me abriu mesmo muito os olhos.

 

Portanto, acho que isto está 50/50 no que toca a boas e más notícias. Que vos parece? Como anda a vossa jornada por aquelas metas que tinham definido quando a vida ainda não era dominada por uma pandemia?

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

📖 A ler:

📺 A ver:

The Umbrella Academy, Temporada 2

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D